sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

PARTICIPAR DO CABRA DA PESTE É PARA QUEM QUER TESTAR OS LIMITES FÍSICOS E PSICOLÓGICOS


POR ANDRÉ DEROSSO TEIXEIRA

Participar do Cabra da Peste e Mulher Guerreira, prova promovida pela Federação de Triathlon do Estado do Ceará nas distâncias de 3,8 km de natação - 180 km de ciclismo - 42,2 km de corrida, as mesmas enfrentadas nas provas do circuito Ironman, é uma experiência que deve ser levada em consideração por aqueles que querem testar seus limites físicos e psicológicos.

   O primeiro ponto é o número de participantes. Largaram 26 atletas. Esqueça aquela "motivação" de cruzar com vários atletas pedalando e correndo ou olhar para frente buscando o "pelotão" que se formou involuntariamente. Nesta prova é o atleta de cara para o vento. Dá até para se sentir profissional por um instante já que no início, ainda descansado, consegue-se pedalar sozinho em velocidades altas.

   Outra questão é a não presença de torcida. Para quem está acostumado com as provas do circuito Ironman onde boa parte do ciclismo e quase que a totalidade da corrida há pessoas assistindo, torcendo e incentivando, no Cabra da Peste só tem a garantia da ilustre e imponente companhia do sol.

Contato com o público somente na largada, na saída da natação e depois de 9, 10, 11, 12 ..., longas horas de prova na chegada. São 4, 5, 6, 7 horas de ciclismo apenas com o incentivo dos staffs nos pontos de hidratação e mais 3, 4, 5 horas com a presença do staff que acompanha o atleta durante a corrida e nos únicos dois pontos de hidratação nos 42,2 km de corrida.
  
CONFIRA A MATÉRIA COMPLETA NO BLOG DO ATLETA CLICANDO AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

FETRIECE: RUA RODRIGUES JÚNIOR, 89, CENTRO, FORTALEZA - CE. TEL: 85-3253.0321.
EMAIL: triathlonceara@gmail ou federacaot@gmail.com